quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Vídeo: homem morre diante de reportagem e moradores responsabilizam SAMU na Bahia


A morte diante da câmera de reportagem revoltou os moradores da rua São Judas Tadeu, bairro Chácara São Cosme, em Feira de Santana, segunda maior cidade da Bahia. Nas imagens é possível ver um homem agonizando no passeio de um morador que denuncia o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) por negligência médica.

"Desde 11h que estou tentando ligar para o SAMU e o médico foi categoricamente positivo em me dizer que não vinha não. Isso é uma pouca vergonha. Cadê o SAMU? Pra quê serve o SAMU?. A polícia falou com o médico agora e ele foi categoricamente em dizer que não vinha. Isso não é médico, é um criminoso", esbravejou.

O vídeo, feito pelo repórter Marcos Valentim – Boca de Zero Nove –, mostra os últimos momentos do homem caído ao solo depois de permanecer por mais de cinco horas no chão. Diante da câmera ele desfalece. Quando um morador vai aferir a pressão da vítima, constata a morte e levanta a revolta dos que testemunharam a cena.

Depois de alguns minutos, uma unidade do SAMU chega ao local, mas o homem já está morto. Os paramédicos retiram uma maca e tentam levá-lo para uma unidade de saúde, mas a população não permite. “Depois que morre quer dar socorro”, grita uma pessoa.



A reportagem do Bocão News manteve contato com a coordenadora geral do SAMU em Feira de Santana, Maisa Macedo. Ela negou a denúncia de negligência médica. “Nós tivemos uma solicitação por volta das 11h e liberamos uma equipe de intervenção que atendeu o homem às 11h20. Ele negou o atendimento e se afastou da equipe. Tivemos que ir embora para atender outras solicitações”, explicou Macedo.

Ainda segundo a coordenadora, durante o período da tarde, eles receberam outras ligações para o mesmo fato e decidiram por não atender o chamado. “Segundo a equipe que foi ao local na primeira intervenção, ele (vítima) apresentava sinais de embriaguez, mas no final da tarde resolvemos prestar o socorro, foi quando o óbito foi constatado”.

O corpo do homem, que estava sem documentos, foi removido por peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) para o Insituto Médico legal (IML) de Feira de Santana. A causa da morte não foi informada. De acordo com Macedo, uma sindicância foi aberta para apurar as denúncias contra o SAMU. “Nós próximos dias iremos publicar uma portaria com o resultado das investigações”.

DE BOCÃO NEWS


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário